Eleições em Angola após 6 anos

Luanda – A Unita (União Nacional pela Independência Total da Angola, maior partido da oposição) reconheceu nessa segunda-feira, 8, a ampla vitória do MPLA nas eleições parlamentares da semana passada.

Inicialmente, a oposição havia apontado graves irregularidades e exigido a repetição do pleito, algo que a comissão eleitoral rejeitou por falta de provas de irregularidades.

A missão de observação eleitoral da União Européia declarou na segunda-feira (8/set) em Luanda que as eleições parlamentares celebradas na sexta e no sábado passado em Angola foram “livres e transparentes” e ocorreram sem registro de violência ou de intimidações.

O MPLA (Movimento Popular para a Libertação de Angola) governa o país há 33 anos, desde o fim do colonialismo português. A última eleição aconteceu em 1992, e este é o primeiro pleito desde o fim da guerra civil, em 2002.

“A liderança da Unita aceita os resultados da eleição e congratula o MPLA”, disse o dirigente Isaías Samakuva.

Com mais de 80 por cento dos votos apurados, o MPLA lidera com cerca de 82 por cento, contra apenas 10 por cento para a ex-guerrilha Unita.

O MPLA lidera em todas as 18 províncias e garantirá uma bancada de pelo menos 170 dos 220 deputados, o que lhe permite alterar a Constituição.

Fonte: Revista África 21

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s