Romance de Agualusa fora de mais uma final

Pois aqueles que apostavam no angolano José Eduardo Agualusa para levar mais uma vez o Prêmio Independente de Ficção Estrangeira 2009, patrocinado pelo Conselho de Artes Britânico, erraram.
Agualusa, que já havia sido agraciado com tal honraria em 2007 com a tradução de “O vendedor de passados” (The Book of Chameleons, na tradução de Daniel Hahn), não teve seu romance “As mulheres do meu pai“entre as seis obras finalistas do prêmio, que distingue a melhor tradução para língua inglesa e galardoa ambos, o tradutor e o escritor, com 10 mil libras (perto de 11 mil e poucos euros).

Eis os finalistas:

  • Voiceover“, da francesa Céline Curiol
  • Beijing Coma“, da chinesa exilada Ma Jian
  • The Siege“, do também exilado albanês Ismail Kadaré¹
  • The Armies“, do colombiano Evelio Rosero
  • The Informers“, do também colombiano Juan Gabriel Vasquez
  • Friendly Fire“, do israelense A. B. Yehoshua.

¹ O mesmo de Abril Despedaçado, que recebeu uma belíssima adaptação cinematográfica aqui no Brasil em 2001, dirigida por Walter Salles.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s