Ali Jimale Ahmed – Espíritos atmosféricos (poema)

O somaliano Ali Jimale Ahmed (em Somali: Cali Jimaale Axmed) é poeta, ensaísta, contista e professor universitário. Atualmente leciona Literatura Comparada no no Queens College e na City University of New York.

O poema abaixo foi publicado na revista digital Warscapes e é aqui livremente traduzido por Sandro Brincher.

Espíritos atmosféricos

Na minha terra natal, os mortos,
De suas covas,
Ainda exigem vingança.
Os hospedeiros dos mortos

São os mortos-vivos,
Que seguem atravesando dois mundos.
Podem os restos secos de uma ideia submersa

Reformar um conto mutilado pelo tempo
E reduzido a cinzas?

Deixem as brasas contar nossa história.

Atmospheric Spirits (for Nuruddin Farah)

In my hometown, the dead
Still exact revenge
From the grave.
The receptacles of the dead

Are the living dead
Who already straddle
Two worlds.
Do the parched remains of a scuttled idea

Refurbish a tale mangled by time
And reduced to ashes?

Let cinders tell our story.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s